04/12/2008

." "Desamor à Espreita ". autoria do título é da Camenzita


Um vazio, solidão
Morte me olha
Um triste coração,
Ela me namora

Não sei o que fazer
Ela me ronda
Eu tento me esconder
Ela me sonda

Céu não tem estrelas
Nem é azul o mar
Jardim sem flores belas
Nem o sol quer brilhar

Assim eu me conformo
Acabou todo amor
Não busco, não imploro
Só me resta essa dor.


Autoria: Lia

À quem ler:

Não se preocupe, está tudo bem comigo.
É apenas um poema de mau gosto, que a minha
"adorável" inspiração me fez compor.

Um beijo com muito carinho à todos vocês que
acompanham este blog.

21 comentários:

Rubinho Osório disse...

É, Lia, melania é assim mesmo. Vem quando emnos se espera, sem razão aparente

Rubinho Osório disse...

O importante é expressar de forma tão bonita, inspiradora... benéfica! Valeu!

Gerly disse...

Se vc está bem, isso é o que importa!

Bjokas!

:o)

luzdeluma disse...

Então, tenho que pensar como poeta ao ler o que posta. Alguma coisa como quando Fernando Pessoa disse que o poeta é um fingidor. Finge a dor, aquilo que não sente!! (rs*) Beijus

bete disse...

Aêêêê Lia, grande Lia!

Transformar tristeza em arte é arte, pouquíssimos conseguem. A maioria fica enchendo os ouvidos dos outros de reclamações.

Muito valeus!

Alice disse...

...menina !! que lindo !... sabe, as vezes eu escrevo coisas que nem de longe estou sentindo, mas que me emocionam por serem vividas por pessoas que amo ou por mim num passado ou futuro qualquer.

Adorei tuas lindas linhas poéticas !

beijos no seu coração

Rui Valente disse...

É com a experiencia da tristeza que realmente somos mais pessoa.

Quando estamos eufóricos, estaremos bem, talvez, mas quase sempre patéticos e distantes...

Jhacy disse...

Um dia ela chega para todos nós, claro que esperamos por ela sempre mais, bem mais tarde, mas faz parte da vida, e que bom q existem pessoas que conseguem poetizá-la.
beijos.

Mari disse...

Oi Lia, adorei o seu cantinho! A inspiração bate das mais diversas formas, a gente deve mesmo recebe-la. Beijooo

Pelos caminhos da vida. disse...

Que bom saber que vc está bem.

bjs.

neli araujo disse...

Liazinha linda!

Até você escrevendo poemas, linda?

Ficou muito bom, mesmo! Lá do fundo d'alma, né?

Não tem nada de mau gosto, linda! Só é "tristinho", como são os teus escritos...mas você é nova, e esta fase um dia passa...você vai encontrar alguém que te ame e que saiba valorizar todo este amor que você tem guardado aí dentro, lindinha!
A-D-O-R-E-I!!!!!!! Parabéns, Lia!
beijinho carinhoso,
Neli

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

De onde tirou que seu poema é de "mau gosto"?

Poemas melancólicos são momentos que todos passam e momentos que,felizmente,passam...

Muito lindo,amiguinha Lia!!!

Um beijo com muito carinho,Sonia Regina.

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Lia!

Eu daria o título à essa postagem de:

"Fundo do poço!" Rsrsrsrsrsrs.

Mesmo que esteja bem contigo, gostaria de ler coisas com amor! Com paixão! Com emoção de viver!

Eu sei que dentro de ti tem algo para explodir, uma alegria guardada, algo brilhante e quando esse dia chegar e irei dizer...

"Esperei por ler isso a vários dias! Estou feliz agora!"

Beijos Lia... Pense!

Viviana disse...

Olá Lia linda,

Ficou bem lindo o seu poema!

Gostei muito.

Eu compreendo muito bem esse seu sentir, minha boa amiga.

È natural e perfeitamente normal...numa mulher jovem e linda como a Lia.

Mas fez bem em informar que está tudo bem consigo, porque senão...ia haver por aí gente preocupada.

só mais uma coisa:

Amiga querida,

Aguarde e confie.

O Pai sabe muito bem o que fazer.

um beijo

viviana

* O Cantinho da Lia * disse...

Obrigada pelos comentários, gente.
Fico feliz que tenham gostado do poema...


Fran:
Eu prometo tentar...mas eu só fico inspirada qdo estou com emoções à flor da pele. Oque é uma pena né...

Beijinhos a todos vcs....ótimo fim de semana.

João da Silva disse...

Pois eu gostei muito. É profundo, é sentido, tem vida, tem dor, tem gosto, tem emoção...
Beijos, querida, com aroma de rosas, do João

Renato Oliveira disse...

Olá Liazinha,

Parabéns mulher! Você está uma poetisa, que nem lhe digo nem lhe conto!

Tem uma grande profundidade e seriamente emotivo.

Por isso, continue a fazer poemas porque você é por natureza uma força da vida, que sabe muito bem o que quer!

Beijinho,

Renato

janelasdavida disse...

Um outro belo poema triste...

“Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar nossos mortos.
Por isso que temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra...” (Vinícius de Moraes)


Bjs!

Pelos caminhos da vida. disse...

Passei aqui para deixar meu abraço e uma semana de muita luz.

bjs.

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la para vc amiga.

bjs.

carmen disse...

Triste este poema, Lia...
Vou dar uma sugestão de título:

"À Espreita..."

"Desamor à Espreita"
Algo assim

Lindo o seu poema
bjs